Pular para o conteúdo principal

APONTAMENTOS HOMILÉTICOS NA BÍBLIA


SERÍE DE EXPOSIÇÕES BÍBLICAS - SERMÕES:

I - A CARTA DE TIAGO:

TIAGO 1.1-27
Pr. João Ricardo Ferreira de França

http://www.4shared.com/office/j1i2D_Dv/Exposio_Bblica_-_Tiago_1.html 

TIAGO 2.1-13

Pr. João Ricardo Ferreira de França.

http://www.4shared.com/office/ybcNSW5O/Exposio_Bblica_-_Tiago_2.html

TIAGO 2.14-22

Rev. João Ricardo Ferreira de França

http://www.4shared.com/office/pTBmZ9I6/Exposio_Bblica_-_Tiago_214-22.html

TIAGO 2.20-26

Rev. João Ricardo Ferreira de França

http://www.4shared.com/office/DPX_2ZFB/Exposio_Bblica_-_Tiago_220-26.html

TIAGO 3

Pr. João Ricardo Ferreira de França.

http://www.4shared.com/office/ivX0yl9t/Exposio_Bblica_-_Tiago_3.html

TIAGO 4 a 5.1-6.

Rev. João Ricardo Ferreira de França

http://www.4shared.com/office/2ygltIIc/Exposio_Bblica_-_Tiago_4.html

TIAGO 5.7-11

Rev. João Ricardo Ferreira de França.

http://www.4shared.com/office/aakCPSgO/Exposio_Bblica_-_Tiago_5.html

TIAGO 5.12-20

Rev. João Ricardo Ferreirra de França.

http://www.4shared.com/office/Zu5f2hrB/Exposio_Bblica_-_Tiago_512-20.html

Comentários

  1. Reverendo, graça e paz! Sou missionário da Missão Antioquia- SP, li e copiei um artigo seu falando sobre A GRANDEZA DAS ESCRITURAS e gostaria de saber de você qual foi a fonte que o amado usou ao citar o verbo PROCLAMAR (MESAPERIM) no hebraico. Eu estou escrevendo algo, logo gostaria de citar a fonte por uma questão acadêmica. Por favor, vc pode me ajudar? Que Deus te abençoe, meu email é: claudemirsilva537@hotmail.com ou vc pode entrar no meu FACE que é: Claudemir da Etelvina. Abçs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O PROFETA JOEL

JOEL
Pr. João Ricardo Ferreira de França* I – QUESTÕES INTRODUTÓRIAS1 - O Nome do Autor: O nome deste profeta na língua original é “יוֹאֵ֖ל(yoe’l)” cujo sentido é “eu sou Deus”[1] ou “Yahweh é Deus” temos poucas informações sobre ele. Somos informados que  o nome  de seu pai é “פְּתוּאֵֽל (pethuel)” nome que tem o sentido de “persuadido por Deus”[2] (Joel 1.1). Ele morou e profetizou para Judá (Reino do Sul). Alguns comentaristas sugerem que ele tenha sido sacerdote ou que tinha “um vínculo oficial com o templo”[3]Isto porque no seu livro há muitas referências ao “ofício Sacerdotal”[4] 2 - Data do Livro:             O erudito Judeu Ibn Ezra “considerava impossível saber quando foi escrita esta obra”[5] Calvino é de opinião similar ao declarar que “o tempo no qual ele [Joel] profetizou é incerto”[6] outro escritor informa que “as datas propostas para o ministério de Joel e para a redação de seu livro variam desde o início do nono século a.C.”[7] As datas para a escrita do livro variam de 83…

A HERMENÊUTICA DA REFORMA

CENTRO DE ESTUDOS PRESBITERIANO www.centrodeestudospresbiteriano.blogspot.com.br . A HERMENÊUTICA DA REFORMA. Prof. Rev. João França* Introdução: No estudo anterior estivemos avaliando a história dos primórdios da interpretação das Escrituras. Vimos como o Antigo Testamento foi interpretado e também observamos os primórdios da interpretação cristã do Novo Testamento até os primeiros pais da igreja. Neste estudo iremos continuar a nossa jornada interpretativa em três importantes períodos da história da interpretação: A Idade Média; o período da Reforma Protestante e por fim, avaliaremos a interpretação atual. I – A INTERPRETAÇÃO BÍBLICA NA IDADE MÉDIA. Consideremos agora o período da Idade Média no que respeita a tarefa da interpretação bíblica. Kaiser lembra-nos que neste período “muitos membros do clero, sem falar nos leigos, eram ignorantes até mesmo sobre o que a Bíblia dizia”.[1] Neste tempo “A interpretação foi amarrada pela tradição, e o que se destacava era o método alegórico.”[2] A …

A INTERPRETAÇÃO DO APOCALIPSE

A INTERPRETAÇÃO DO APOCALIPSE Rev. David Chilton Tradução: Rev. João Ricardo Ferreira de França.
            Logo de inicio, enfrentamos dois problemas quando tentamos estudar o Apocalipse. O primeiro é a questão de estarmos seguros de que a nossa interpretação é correta – colocando limites em nossa imaginação para não forçar a Santa Palavra de Deus a entrar em molde de nossa própria invenção. Devemos permitir que o livro de Apocalipse diga o que Deus pretendeu  dizer. O segundo problema é a questão da ética – que fazer com o que temos aprendido. O modelo bíblico de interpretação.             No próprio versículo primeiro de Apocalipse, João nos proporciona uma importante chave interpretativa: “Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer e que ele, enviando por intermédio do seu anjo, notificou ao seu servo João,” (Apocalipse 1.1 ARA). O uso do termo “Notificou [declarou]” nos fala que a profecia não deve ser considerada s…